terça-feira, novembro 20, 2012

Moro no Rio de Janeiro, uma cidade na beira do oceano. O clima é tropical, com muito sol e calor quase o ano inteiro.
Por isso, chamou a minha atenção a maneira como os uruguaios se relacionam com o mar.
A foto acima foi tirada na tarde em que cheguei em Montevidéo. Céu quase claro e vento de mais de 60 km/h. Temperatura de 13 graus, mas sensação térmica de uns 9 graus. Não consigo imaginar os cariocas se aproximando da praia nessas condições. Por aqui, com 15 graus, os que caminham no calçadão já são tidos como loucos.
Mas o pessoal em Montevidéo vai para a beira-mar e se senta no calçadão para pegar um solzinho. Conversam, paqueram, tomam chimarrão, namoram...sentados no chão.
Por que não em um parque ou praça longe dos gelados ventos marinhos?
Não perguntei a nenhum deles para obter uma explicação. Mas, de qualquer maneira, percebi uma grande veneração dos uruguaios para com o mar. Todo cotidiano da capital do país parece ficar ao largo do oceano e a população o reverencia como se sem esse contato não pudesse viver. O mar está  tão inserido  no cotidiano da cidade, que até esquecemos que o mar ali ainda é a Bacia do Plata e não o Oceano Atlântico diretamente.
Mas esse amor pelo mar rende cenas bonitas como a foto acima, tirada em Los Pocitos.

1 Comments:

Blogger Ana Coeli Ribeiro said...

Que lindo isso, eles reverenciam o mar, também amo o mar, acho que não posso viver longe dele..
Luz
Ana

segunda-feira, dezembro 17, 2012 5:51:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home