domingo, agosto 29, 2010

Não foi por falta de aviso...


(Porto de Fernando de Noronha)
...eu bem que avisei a vocês que fotografia seria um assunto mais do que frequente por aqui.
Mas nem tudo está perdido. Comecei a expor fotos tiradas entre uma viagem e outra, no site português Olhares. E para lá irão os meus registros mais caprichados. Como essa aí deste pescador num mar de solidão, no litoral paraibano.

(Vendedor de pipas numa praia de João Pessoa)
Após comprar minha câmera DSLR, me senti mais a vontade para caprichar nas fotos.

(Árvore sinistra na Pista Cláudio Coutinho, Urca, Rio de Janeiro)
Não sei se tenho talento pra coisa, mas pelo menos me sinto honrado estar junto de tanta gente talentosa e me dedicando a uma arte que respeito a cada dia mais.
E como não respeitar uma arte que produz registros como este aí em cima, tirado do excelente New York Daily Photos, blog que não me canso de elogiar.
Fotografar, na minha humilde opinião, é celebrar a arte de estar vivo. E registrar o turbilão de coisas que rolam ao nosso redor. Com alguma técnica, muito estilo, toneladas de sensibilidade e com generosidade o bastante para repartir. Porque, segundo a lei  do retorno - a única lei 100% justa neste mundo -, é repartindo que mais sensibilidade nos chega para perceber as coisas lindas e interessantes a nossa volta. O que torna nossa vida infinitamente mais rica e feliz.

Marcadores:

2 Comments:

Blogger ~*Rebeca e Jota Cê*~ said...

Julio Cesar,

Seu olhar é poético e sua clicada é sentida pelo coração.

Adorei todas as situações.

Maravilhoso começo de semana, querido amigo.

Rebeca

-

domingo, agosto 29, 2010 5:06:00 PM  
Blogger Marco said...

Grabde Julio,
suas fotos são excelentes. Por mim, pode postá-las sempre que quiser. Você tem talento, rapaz!
Carpe diem. Aproveite o dia e a vida.

quarta-feira, setembro 08, 2010 5:08:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home