segunda-feira, junho 18, 2007

Ei, você se lembra do nosso som? Continua o mesmo, mas os nossos cabelos...

Os irmãos Jack e Meg White

Pois é, o White Stripes, a dupla de Detroit(terra de gente tão diferente como Madonna e Iggy Pop), acaba de lançar mais um disco. Eles surgiram em 1997, mas só em 2001 lançariam seu primeiro trabalho, o cd White Blood Cells. E que trabalho! Misturando rock tradicional, punk e folk music, esses dois causaram o maior rebuliço no mercado da música que os saudou como os porta-vozes do rock americano neste século que, então, começava. Eu mesmo confesso que fiquei surpreso quando ouvi faixas deste cd, que misturava folk tradicional com o som distorcido de bandas punk dos anos 70. E tudo entre os gemidos de Meg, que lembrava uma Yoko Ono nos piores tempos.

O segundo trabalho, Elephant, lançado em abril de 2003, causou um falatório ainda maior. Além de vender bem mais, ainda fez com que os irmãos ganhassem o Grammy de melhor banda alternativa.

Depois desses dois discos, confesso que não ouvi os outros três lançados pelos White. Mas agora, me senti enstusiasmado a ouvir esse Icky Thump, que está chegando às lojas este mês.

O som continua o mesmo, o que não é nenhuma crítica negativa, apesar de se notar um inegável amadurecimento em termos de arranjos - eles andaram namorando o psicodelismo, tornanando o som mais experimental e sofisticado. Pricly Thorn, Sweetly Worn, que você deve estar ouvindo, me ganhou de cara pelo seu namoro com elementos indianos, muito apropriados em tempos de globalização musical, mas pouco praticado por artistas americanos. E também tem Conquest e Little Cream Soda, que não fogem ao padrão White Stripes de criatividade e ousadia.

Mas senti falta de alguma novidade. Será que nada mudou nesses quatro anos passados, desde o último disco do grupo que ouvi? Que Icky é um bom trabalho, não tenho a menor dúvida, pelo menos não me decepcionou. Mas por quanto tempo eles vão continuar fazendo o mesmo som?
Além do mais tem os cabelos...esse novo visual me cheira a canastrice, o que é uma pena. Esses garotos não precisam disso.

Seja como for, o fato de uma banda que começou alternativa ter chegado ao sexto trabalho e ainda causar tanto barulho a cada lançamento, já é alguma coisa. Ou não?

Marcadores:

Links to this post:

Criar um link

<< Home